Posts com Tag ‘moda’

Quando você se dispõe a praticar um esporte, sabe que vai ter que conviver, durante a prática, com algumas impossibilidades e, às vezes, com algum incômodo.

Por exemplo: se você curte praia e quer fazer – sei lá – surf, entende que vai ter que conviver com a parafina, com assaduras, etc, etc, etc. Se você vai fazer vôlei de praia, ou futvôlei, sabe que, em algumas ocasiões, vai ter que jogar com o sol à pino, com a areia escaldante e, no caso das mulheres (se for competição), com aqueles biquínis e tops que entram e que deixam a areia entrar por todos os lugares. Se você for jogar futebol, basquete… Enfim…

Em todos esses casos, e principalmente nos esportes em que haja contato, algumas regras fazem menção aos acessórios utilizados. Brincos, pulseiras, anéis, não são permitidos por que podem, em algum momento, machucar o adversário.

Anéis não combinam com soco.

Mão com anéis

O mesmo acontece, claro, no Muay Thai. Algumas mulheres, por medo de perder a identificação com o seu lado feminino, sei lá, gostam de treinar com brincos, pulseiras, anéis, piercings… Aqui, então, vai o alerta de alguém que treina há 9 anos e que utiliza, no seu dia-a-dia, cinco brincos, cinco anéis e uma pulseira: Não use durante o treinamento.

Na hora da aula, procure tirar tudo, isto porque você vai estar em contato com uma outra pessoa. Alguns movimentos como a joelhada, por exemplo, necessitam que você segure a sua parceira na altura da nuca/pescoço. Treine com a atadura que treinar – seja de pano ou a comum – se sua companheira de treino usa milhares de brincos e piercing, a probabilidade de um deles ser arrancando durante um desses movimentos é grande. Eu já vi acontecer e eu mesma já foi protagonista de vários desses puxões em parceiras. Tanto é que, quando treino com alguém que usa, fico tão cheia de cuidados que acabo não executando o movimento correto. Resultado: bronca do meu mestre. Isso vale para cordões também!

No caso dos piercings, como não dá pra tirar. Lembre-se, contudo, de colocar um esparadrapo. Anéis estão fora. Mesmo que seja aliança de casamento. Socar com anel machuca sua parceira e a sua mão!

Mesma dificuldade para aquelas mulheres que treinam com a aquela pulseira de tornozelo. Incomoda e pode machucar ao executar chutes e, pior ainda, se for para treinar defesa com a caneleira.

As unhas exigem atenção. Eu já treinei com elas enormes, mas também tive problemas. Um deles pelo mesmo motivo do brinco no treino de joelhada. Ao executar esse movimento rápido, você pode arranhar, sem querer sua parceira; e outro problema é para socar. Com ou sem as luvas, as mãos não fecham corretamente. Eu mantenho minhas unhas com um tamanho razoável e feitas, na maior parte das vezes. Não estraga, nem descasca o esmalte. Pode treinar assim, sem problemas.

A hora do treino é hora do treino. Não é desfile de moda! Você não estará sendo avaliada pelos seus acessórios e sim pela sua disposição física. Aliás, essa avaliação será feita por você mesma e, com aplicação, os resultados virão mais rapidamente. Aí sim, quando você for à praia ou for sair, pode usar e abusar de tudo o que o universo feminino permite, levando a vantagem de estar com um corpo com tudo em cima!

Você tem alguma dica para os acessórios durante o treinamento? Já se machucou por causa disso? Deixe seu comentário. Quero saber a sua opinião!

Anúncios
Eu durante a minha aula de Muay Thai. Observe o uniforme.

Eu com o uniforme do Muay Thai.

Antes que você reclame, eu já vou concordar. O uniforme do Muay Thai não é dos mais bonitos para mulheres, até mesmo porque, ele não é pensado para mulheres.

Assim como a maioria dos esportes desde o início dos tempos foi estruturado e praticado apenas por homens, as dimensões dos campos ou quadras, pesos das bolas, além de outros equipamentos e os uniformes (e tudo mais), obviamente foram criados para o biotipo masculino. Porém, com o passar dos tempos, nós, o sexo frágil, começamos a entrar neste mundo fantástico das atividades esportivas e hoje praticamos quase tudo.

Alguns esportes conseguiram superar preconceitos e hoje são tão populares para o público, independente do gênero; casos como o tênis, o vôlei, o basquete, o atletismo… que para estes, as mulheres (diante de resultados expressivos), conseguiram seu espaço e uniformes adequados.

Já outros, como o futebol, por exemplo, ainda guardam velhos preconceitos e, apenas agora, as meninas que jogam (pelo menos pela seleção) conseguiram uniformes menos piores, embora ainda longe do ideal.

O mesmo acontece com o Muay Thai. Quando comecei a fazer, no longínquo ano de 2001, o uniforme era composto pela camisa do professor, ou da academia, de uma calça e de uma faixa, assim como a do judô. Contudo, com a popularização do esporte no Brasil, as federações e ligas resolveram adotar o visual tradicional da luta. Assim, o uniforme passou a ser: a camisa do professor ou da academia, o short e o kruang, que é o grau do aluno, que substitui a faixa e é uma corda amarrada no bíceps. Para as meninas, ainda, há um item muito, muito importante: o top.

Dica: use um top apertado, com tiras grossas. Nada daqueles que parecem biquínis. Você vai fazer muitos movimentos e ficar ajeitando o top e os seios durante a aula não é nada agradável!

Realmente, para nós, meninas, não é lá o visual dos mais femininos, nem dos mais interessantes, mas, não tem jeito, é obrigatório! Ou seja, gostando ou não, você vai ter que usar!

Um dos tipos de equipamento para o público feminino.

Muay Thai - Short Rosa

No entanto, calma! Não entre em pânico. Como disse antes, o esporte se popularizou e, pelo menos, no quesito moda, nós ganhamos alguns mimos dos fabricantes de material esportivo. Atualmente, é possível encontrar shorts, luvas, ataduras e toda a sorte de equipamentos em muitos tamanhos e cores, inclusive na cor rosa.

Ou seja, o Muay Thai pode não ter lá o mais sexy dos uniformes, mas, pelo menos, ainda assim, você poderá ficar ‘fashion’.

O que você acha do uniforme? Alguma sugestão para tornar o look mais feminino? Aguardo sua opinião!