Arquivo de dezembro, 2010

Feliz 2011!

Feliz 2011!

Amigas (e muitos amigos) que estão acompanhando meus posts. Antes de mais nada, agradeço a todos pelo apoio e pelas visitas. Sem dúvida vocês deram ao Muay Thai Mulher uma dimensão que não imaginava e espero continuar firme em 2011.

Aliás, por falar em 2011, você que malha e que treina já deve saber que é preciso segurar um pouco a onda nesses quinze dias que encerram o ano. Eu, por exemplo, estou há mais de uma semana sem treinar  por conta dos plantões no meu trabalho e dos inúmeros encontros com amigos que se proliferam neste período. Acredito que alguns de vocês devam estar vivendo o mesmo problema e se culpando por estar, quem sabe, bebendo e comendo além da conta.

Ok, é fim de ano. Acho até saudável dar uma paradadinha e uma mudada na rotina para que seu corpo relaxe. Essa parada para mim fez muito bem. Estava cansada e com muito medo de entrar em ‘overtrainning‘ (quando você treina no seu máximo e seu corpo não consegue render, nem ter ganhos e o risco de lesão, por conta disso, aumenta bastante), esse freio no meu dia a dia frenético foi muito bom. Por isso, tentei não cair em muitas tentações e isso é possível.

Além da carne branca e do bacalhau, tradicionais neste período, muitas mesas trazem também frutas. Então, para que você não se culpe e nem volte a treinar com o corpo inchado e com algumas gramas a mais, basta tomar cuidado, principalmente com as bebidas.

Ceia

Ceia

Neste réveillon, faça uma ceia leve, coma o bacalhau com salada. Muita gente não come chester ou peru neste período pela crença de que aves ciscam para trás e que, por isso, não é bom comê-las na ceia da virada. Portanto, se sua família ou você seguem esta regra é bem provável que na sua mesa tenha um tender. O tender e o pernil são carnes mais gordurosas. Claro, comer não vai te matar, mas não exagere e coma também com uma salada para ajudar na digestão. Alface é muito bom para este acompanhamento.

No quesito bebida, o fundamental (e difícil) é não misturar fermentados com destilados, tipo, cerveja com cachaça. É uma tarefa bem complicada, porque nas festas a oferta de todos os tipos de álcool é bastante tentadora, além do brinde obrigatório com champanhe, proseco ou mesmo uma cidra na hora da virada. Por isso, aí vão dois conselhos:

1. Se você começar a noite bebendo cerveja, vá com ela até o fim só abrindo exceção para o brinde e, ainda sim, não abuse! Além de ajudar a evitar uma ressaca braba, vai evitar também uma má digestão, que acontece muito por conta do excesso de comida e bebida que ingeríamos nestes dias.

2. Beba muita, mas muita água entre um gole e outro. Bebidas, principalmente as destiladas, desidratam muito, além do que  água ajuda a manter suas células e organismo equilibrado evitando que você fique bêbedo. Uma coca-cola de vez enquanto também faz bem. A glicose ajuda.

Outra coisa importante: no dia seguinte, dê preferência a refeições leves, certo?

Assim, amigas (e amigos) espero que vocês curtam a noitada com consciência, junto com aquelas pessoas especiais e que se divirtam muito! Desejo a todos  um 2011 ótimo, cheio de realizações e com muita disposição para treinar Muay Thai, ou para começar!

Depois me contem como foi o réveillon de vocês? Se abusaram ou se conseguiram segurar a onda? Quero saber, hein!

 

Anúncios
Eu durante a minha aula de Muay Thai. Observe o uniforme.

Eu com o uniforme do Muay Thai.

Vou começar este post aqui no Muay Thai Mulher fazendo de cara uma confissão: adoro treinar no saco de areia. Principalmente, quando estou cansada, por que posso dosar meu ritmo sem prejudicar ninguém. Além disso, posso dedicar minha atenção a alguns movimentos que acho que devem ser aprimorados.

Dito isso, explico o porquê do tema: semana passada, como acontece quase sempre, recebemos mais alunas novas na turma. Ao chegarem, óbvio, elas (ou eles) merecem toda a atenção do meu Mestre, que ensina os princípios e movimentos básicos do Muay Thai, enfatizando a posição dos pés, quadris, como socar etc. Às vezes, quando a sala está muito cheia e ele precisa voltar sua atenção para outros alunos, me pede para ajudar e eu treino com os mais novos. Coisa que, aliás, adoro!

Tive a oportunidade, então, de treinar no saco com duas alunas: uma mais antiga e outra mais nova e durante o treinamento pude passar para ambas a importância de usar este equipamento. A aluna mais nova, claro, parecia ter medo do aparelho e eu a incentivava a socar corretamente com mais força ‘por que o saco não reclama’, dizia para ela.

Eis aí a primeira finalidade do saco de areia: tirar o medo do golpe. Nele você pode testar sua precisão, avaliar sua potência e bater o mais forte que puder. Alivia a tensão, certamente, mas vai dar a você uma consciência corporal, além de mostrar quais socos são mais fortes e quais ainda têm que ser aprimorados.

Pude mostrar a essa aluna também, com calma, as posições e os movimentos corretos para os pisões e para os socos, repetindo cada um e mostrando como o saco respondia quando a execução era certa e quando era errada.

Já a outra aluna mais antiga logo foi me perguntando qual a finalidade de treinar no saco de areia. Percebi que muita gente não entende a necessidade desta atividade e me propus a falar sobre o assunto para ela e no Muay Thai Mulher. E o que expliquei foi que este treino faz você:

– Ter noção da sua potência (como havia falado para a outra aluna);
– Corrigir seus movimentos;
– Treinar velocidade junto com a força;
– Treinar o ‘timing’ das sequêcias dos golpes, especialmente se não há ninguém segurando. O saco de areia vai responder a intensidade dos seus socos, chutes e pisões retornando para você, nessa hora seu objetivo será encontrar a hora certa de entrar e sair e de retomar o ataque;
– Treinar em rounds, ajudando no seu condicionamento aeróbico e ensinando controlar o seu ‘gás’.

Ah! Lembre-se das ataduras e das luvas, seja a específica para o saco de areia ou a de luta mesmo. Evite ferir seus dedos pois, geralmente, a couraça do saco (dependendo do seu peso) pode machucar.

Assim, se você nunca treinou ou se não gosta de usar o saco de areia, pense duas vezes antes de implorar ao seu professor para não fazê-lo. Tente uma vez e tenho certeza de que vai gostar. Além de aliviar seu estresse (sempre dou a dica para pensar naquela pessoa que te estressou muito durante o dia. Imaginar que ela está ali e descontar no saco, claro) é um exercício ótimo sob todos os aspectos.

Você gosta de treinar no saco de areia? Qual o seu treinamento preferido? Conte aqui no Muay Thai Mulher, de repente é um dos meus também!

Neste domingo, algumas de minhas amigas e companheiras de treino estarão fazendo mais um exame de graduação no muay thai. Tenho andado muito ocupada com meu trabalho e, aproveito para pedir desculpas para vocês leitoras, tenho tido pouco tempo para me dedicar aos posts do Muay Thai Mulher, mas uma dessas minhas companheiras de treino, que estará no exame, me fez uma cobrança: dicas para passar por este dia importante. Então, não posso deixar de atender o pedido.

Amigas (e amigos também) a dica mais importante que eu posso deixar para vocês que vão fazer um exame para ganhar o seu primeiro kruang ou para mudá-lo de cor é: confiem no seu mestre. Não pense por um instante sequer que você não merece estar ali. Ele passou um ano te observando e sabe das suas capacidades. Portanto, você está onde tem que estar.

Outro detalhe psicológico fundamental: acredite na sua capacidade. Se seu comprometimento com o treinamento foi sério, se houve dedicação e empenho da sua parte, não há o que temer.

Sobre o exame especificamente, o que eu posso reforçar é aquilo que o seu mestre já deve ter falado bastante, mas é sempre bom lembrar:

Não esqueça seu equipamento: Luvas, ataduras, protetor bucal, caneleira e o uniforme são essenciais no exame. Caso você não possua alguns destes materiais tente pedir emprestado. Às vezes, seu professor pode ceder, mas não vá confiando nisso.

Tenha postura: não chegue para fazer o exame com cara de derrotado. Concentração, ombros erguidos e atitude contam pontos;

Atenção nos comandos: Fique atenta às ordens dos mestres. Ouça bem e evite se precipitar. Se você estiver com dúvidas sobre o movimento a ser executado, observe os outros alunos.

Informe qualquer lesão: antes do exame começar informe aos responsáveis sobre possíveis lesões que você tenha, pois ela poderá prejudicar o seu desempenho e os avaliadores podem tirar pontos caso não tenham conhecimento do problema.

Dose sua energia: dependendo da cor do kruang para a qual você está prestando seu exame, o teste será mais puxado. No princípio, deve acontecer a parte física, depois uma série de sequências, seguida de movimentação em dupla, finalizando com uma luva. Por isso, saiba colocar a energia e força necessária para cada etapa.

Não tenha medo de bater, nem de apanhar: Lembre-se que você está prestando um exame com outras pessoas que também têm o mesmo objetivo que o seu. Então, quando fizer luva, entenda que é um momento de avaliação para ambos e a pessoa vai querer te acertar, assim como você. Portanto, sem medo!

Firmeza sempre!: Durante as sequências ou a luva mantenha a expressão concentrada, guarda alta e fechada e execute os movimentos de maneira correta. Não soque à toa, nem chute sem objetivo. Pense na sequência, no seu espaço e observe a sua oponente.

Não desista!: Você vai ficar cansada. Vai querer parar. Vai sentir dores em lugares e em músculos que você nem sabia que tinha. Mas vá até o fim! Quando sentir que não está aguentando, foque no seu objetivo. Neste momento especial e único. É um esforço, sim! Um sacrifício, sim! Mas quando acabar e seu kruang estiver no seu braço, tudo terá valido a pena.

O que mais posso dizer é que você deve confiar em si mesma porque é capaz! Você se preparou e vai mostrar o que sabe, portanto não tem o que dar errado. Para quem vai fazer exame, assim como minhas companheiras, boa sorte!

Quero saber dos exames de vocês? Como foi? O que sentiram? Divida a sua experiência aqui no Muay Thai Mulher, ela pode ser motivadora para alguém!