Dia de sparring…

Publicado: 24/09/2010 em Depoimentos, Dicas
Tags:, , , , , ,

Fato! Estou dolorida…

Meninas, aqui vai um conselho (eu sei que se fosse bom, a gente vendia, não dava, mas esse vale!): se seu mestre disser para você fazer ‘luva’; ou seja, um treininho de luta, não recuse. Faça a maior quantidade possível!

Digo isso, e sem nenhuma desonra a minha graduação e aos meus nove anos de Muay Thai, porque eu mesma estou há muito tempo sem fazer esse tipo de treinamento. Já bati e apanhei muito e, como relatei anteriormente, faço boxe tailandês para melhorar meu condicionamento e minha forma física. Fazer luvas para mim sempre foi um tormento, simplesmente por que eu não gosto de bater e sei que posso ser bem ‘cavalinha’. Então, para  não machucar, acabo só me defendendo (e, vamos combinar, minha esquiva não é lá essas coisas) e, às vezes, tomo uma ou outra pancada sem necessidade.

Eu curto a aula. Curto ajudar meu mestre (quando ele precisa) a ensinar os outros alunos e, principalmente, as alunas  – porque elas confiam em mim (ver, no Muay Thai, uma mulher com uma graduação alta estimula). Mas, realmente, esse tipo de treino nunca me deixou à vontade. Porém, meninas, é necessário.

Como estou há muitos e muitos meses mesmo sem fazer luvas, ontem, meu mestre achou por bem que eu devia dar uma treinadinha, afinal de contas, como grau preto, devo ser um exemplo. O treino foi só mão, ou seja, nada de chutes, joelhadas ou etc, porque estou com uma lesão chata na virilha que está me atrapalhando, mas, ainda assim, fui lá eu treinar com meu companheiro de aula o Marcelo. Ah! Com um homem, sim… Mesmo machucada, meu mestre não me perdoa.

Gente, como estou fora de ritmo! Não foi um horror tremendo, mas vi como meu corpo está lento, com reações morosas e com agilidade duvidosa. Além disso, meu fôlego acabou logo. Bem, isso sem contar com a dor que estou hoje na lombar, nos ombros e nas costas. É preciso entender que um treino para luta é muito diferente de uma aula normal. Mas, é preciso que a gente exercite esse ‘tempo de rounds’.

Enquanto estava treinando, eu mesmo me xingava por estar há tanto tempo sem fazer esse tipo de movimentação. Desde que me tornei preta, meio que relaxei. Enfim… Meu conselho, portanto, é: não deixem de treinar luvas. Sem pânico, sem medo, sem estresse. Ninguém vai lutar com você de verdade. É apenas uma movimentação, mas é uma atividade que pode fazer a diferença nos seus ganhos físicos.

Você gosta de fazer ‘luva’ ou prefere os exercícios de movimento com os equipamentos? Conta aí!

Anúncios
comentários
  1. Etiene disse:

    Acho muito legal o treinamento de luva, mas, como sou iniciante, é claro que ainda não o fiz. Porém, acredito que se tem de estar bem preparada para o mesmo. Além de saber os riscos e as conseqüências que ele pode causar. Mas, como disse meu professor: Muay Thai não é ballet,rsrsrsrs algumas vezes vai se machucar mesmo….
    Parabéns pelos seus artigos estão cada dia mais construtivos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s